Assistindo ao trailer de Ela, pode-se ter a impressão à primeira vista de que é uma comédia. Mas não, é um drama, bem sensível. Concorreu aos Oscars de Melhor Filme em 2014 e também ao de Melhor Roteiro Original, pelo qual foi premiado.

Se você ainda não viu o filme, pare e assista- depois volte aqui. Há spoilers no texto.

Sinopse

Ela conta o dia-a-dia de um homem recém separado, Theodore (Joaquin Phoenix). Relutante em assinar os papéis do divórcio, introvertido, Theo tem como profissão escrever cartas pessoais para gente que não conhece.

Muito bom em se expressar por escrito,  na vida pessoal, ao tentar buscar novos relacionamentos é bem desajeitado. Pouco experiente, se atrapalha  pouco.

Testa um novo aplicativo e encanta-se com suas possibilidades. Até aí, nada demais: já estamos acostumados a ouvir relatos de pessoas que se conhecem via Tinder ou Happ´n, aplicativos de relacionamento que revolucionaram a forma de interação pessoal.

Mas sua outra nova ‘metade’ é um sistema operacional – Samantha.

Amores na era digital

Samantha não aparece em cena mas tem a voz de Scarlett Johansson. Theodore fica cada vez mais envolvido com ela e a leva para o convívio com pessoas próximas, do mundo real. Seu olhar para o mundo amplia-se. Permite-se viver experiências que normalmente não ousaria, na sua vida ‘anterior’.


https://www.youtube.com/watch?

Em tempos de redes sociais e aplicativos, Theo é apenas mais um dentre tantos solitários no mundo. Fica bem claro no seu reencontro com a ex-mulher a sua dificuldade de se relacionar com outras pessoas.

Tem dificuldades de lidar com as emoções, sendo praticamente um  fóbico social – e isso fica muito claro quando encontra sua ex-mulher.

Até que ponto aplicativos ajudam ou não a tirar ou jogar alguém no isolamento social? Estas e outras questões vêm sendo debatidas hoje pelos psicólogos, antropólogos e sociólogos. Surge um novo termo – nomofobia, para o horror a ficar sem conexão (no mobile phobia).

E você? Como se relaciona com as redes sociais e aplicativos?

Consegue deixar seu celular e demais aparelhinhos desligados e curtir a vida, aqui agora?

Qual o seu grau de dependência da internet?  

_________________

Thays Babo é Mestre em Psicologia Clínica pela Puc-Rio, com formação em TCC pelo CPAF-RIO e extensão em Terapia de Aceitação e Compromisso pelo IPq (USP). Atualmente cursa a formação em Terapia do Esquema.

Atende a jovens e adultos em terapia individual, pré-matrimonial ou de casal, em Copacabana. Durante a pandemia,  os atendimentos são preferencialmente online.

Ela e nós (Ela)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Nosso linktr.ee: https://linktr.ee/espacopsisaude

You have successfully subscribed to the newsletter

There was an error while trying to send your request. Please try again.

Espaço Psi-Saúde will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.