A difícil arte de se equilibrar – filmoterapia (1)

A difícil arte de se equilibrar – filmoterapia (1)

Comer, rezar, amar fez sucesso nas livrarias e no cinema, contando a história verídica de uma americana que, após se divorciair, sai em busca de si mesma, passando pelo aprendizado da meditação. Serve como filmoterapia sobre crises e equilíbrio.

A violência invisível

O Brasil vem atravessando um momento conturbado desde junho. Além da violência urbana, “comum”, com a qual aprendemos – erradamente – a conviver, os recentes acontecimentos políticos revelaram que a violência é tolerada ou até estimulada pelos governantes. A polícia

Luto amoroso – como recomeçar?

Luto amoroso – como recomeçar?

Aparentemente, mais uma comédia romântica, A delicadeza do Amor levanta importantes questões sobre luto, assédio e valores.

A idade de envelhecer

Há algum tempo, debatia com amigas sobre os termos ‘idoso’ e ‘terceira idade’. Seriam tentativas de amenizar o fato da velhice, evitar a constatação de que se é velho/velha? Olhando homens e mulheres dos grandes centros urbanos, percebemos que hoje

Salvando – ou arrasando – corações

Mesmo quem quer esquecer ou acha bobagem, já deve estar alerta para a proximidade do Dia dos Namorados, comemorado dia 12 de junho. Hoje em dia, com internet, está-se duplamente vulnerável, caso se considere também a comemoração na Europa e