Enfim, 2018. E agora?

Enfim, 2018. E agora?

2018 chegou – até o Carnaval já se foi. E como se repete nas redes sociais, “nada muda, se você não mudar”. Enfim, passou da hora de retomar a sua vida. O que você pode fazer?

Amizade e Terapia – entenda a diferença

Amizade e Terapia – entenda a diferença

Algumas pessoas acreditam que, tendo muitos amigos, não precisam de terapia. Isto não é verdade – assim como a recíproca também não é verdadeira. Descubra as semelhanças e diferenças entre estes dois tipos de relacionamentos. e a vantagem de cada um dele.

Stalkear ou não stalkear? Eis a questão

Stalkear ou não stalkear? Eis a questão

As redes sociais popularizaram um verbo, mesmo em países que não têm o inglês como língua oficial: stalkear. Entenda o que esta prática significa e o que ela pode fazer – de bom ou de ruim – por você.

Não acredite em tudo o que você pensa

Não acredite em tudo o que você pensa

A vida é feita de altos e baixos, bons e maus momentos. Não há forma eficaz de evitar, de todo o sofrimento. Mas, muitas vezes sofremos mais pelo que pensamos do que realmente pelo que nos acontece, aconteceu ou o que acontecerá. A Terapia de Aceitação e Compromisso ajuda a lidar melhor com alguns problemas da nossa vida aceitando o que não se pode mudar, reconhecendo os valores pessoais e se comprometendo com eles para mudar na direção que trará maior realização pessoal.

Nem todo amor dito romântico é amor de verdade

Nem todo amor dito romântico é amor de verdade

O amor romântico, que é bem recente, em termos históricos, domina o imaginário ocidental. Seus ideais, inatingíveis para a maioria das pessoas, podem causar mais problemas do que satisfação. É importante aprender a reconhecê-los, para não necessariamente alimentá-los. E isto não significa tirar a delicadeza, companheirismo e o cuidado dos relacionamentos amorosos. Entenda melhor o que é o amor romântico e como estamos com tanto medo de ficarmos sós, em nossa própria companhia.