As Festas acabaram e o ano novo, enfim, começou – apesar do Carnaval no meio do caminho. Já começou a trabalhar nas decisões que você tomou para o Ano Novo? Não desanime, veja como se comprometer.

“Espero que neste ano que se inicia, você cometa erros. Porque se você está cometendo erros, está fazendo coisas novas, tentando coisas novas, aprendendo, vivendo, se esforçando, mudando a si mesmo, mudando seu mundo. Você está fazendo coisas que nunca fez antes e, mais importante, está fazendo algo.”

Neil Gaiman

Comprometa-se com o que você realmente quer para o ano novo.

Com muitos feriados prolongados, será necessário bastante disciplina em 2020 para não perder o foco. Mas, ao mesmo tempo, tenha autocompaixão com você, caso se desvie um pouquinho.

Há evidências de que mais de 30% das pessoas que tomam este tipo de resoluções para o ano que se inicia desistem delas antes mesmo de acabar a segunda semana do ano. Como assim?

A estas falta, muitas vezes a autocompaixão diante de uma escorregada. Se acontecer com você, cuidado para não alimentar a ideia de que já fracassou. Pelo contrário, aferre-se com mais garra e volte ao que planejou. Tantas vezes quanto for necessário.

Foto de  redcharlie em Unsplash

Há então 5 maneiras cientificamente comprovadas de retomar as suas resoluções, segundo uma matéria da Times, de 2018.

  1. Aceitar a realidade: aprender uma nova habilidade, mudar ou adotar um hábito é difícil, sim. Tente de novo.
  2. Perceba – e valorize – os benefícios imediatos da mudança, agora mesmo. Afinal, pode ser difícil se comprometer com metas de longo prazo.
  3. Alie-se a alguém com o mesmo objetivo – esta pessoa pode lhe dar força, quando pensar em desistir.
  4. Evite os gatilhos: o que lhe fez escorregar e se afastar do seu objetivo? Enquanto não estabelecer seu hábito ou atingir sua meta, o melhor é ficar distante do local, da pessoa ou simplesmente do hábito, para não “cair em tentação”.
  5. Não espere “a” data no calendário. Não precisa ser segunda-feira, o primeiro dia do ano, do mês, ou qualquer outra data especial. Comece quando se sentir preparado(a). Pode ser hoje.

É preciso disciplina e foco. E, como já foi dito, autocompaixão.

O psicólogo americano Steven C. Hayes, um dos criadores da Terapia de Aceitação e Compromisso, aponta a importância de lidar com a nossa própria imperfeição. E dá 18 dicas sobre como executar suas decisões. Uma delas é alinhar suas decisões aos seus valores.

Além disto, coragem para superar os medos de fazer algo que estava adiando. O que impede você hoje pode ser apenas a sua preocupação – ou seja, um produto mental – com o que os outros vão pensar.

Posso lhe dizer que muitos sequer vão pensar algo. Estão vivendo suas vidas. Mas, afinal, o que VOCÊ pensa sobre esta procrastinação?

Procrastinação

Como já foi falado em vários outros posts aqui no blog, a procrastinação tem uma relação estreita com questões emocionais envolvidas. Pode ser o medo ou ansiedade de não dar certo, de não sair perfeito. Ou até o medo do sucesso.

Está na hora de encarar o que se começou a empurrar desde o finalzinho do ano. Retomar ou começar projetos que não saíram do papel – ou das ideias do que se queria em 2019. Se já tinha desistido de 2020, repense. Comprometa-se. Acredite.

Melhorias só acontecem mediante ações compromissadas, quando se avança na direção do que se quer, mediante esforço pessoal.

“Ser feliz dá trabalho

Nem sempre vai ser fácil chegar ao que se define como felicidade – que, é, aliás, transitória. Ela surge no processo e às vezes desaparece. É importante reconhecer o que é impossível. E, a partir daí, poder se comprometer com o possível e atingível, agindo de forma a realizar.

Diante de tantos estímulos contraditórios, vindos ‘de fora’, da pressão social, você vai precisar definir os seus valores pessoais (e não os que sociedade, amigos e parentes tentam impor).

Em todas as áreas da sua vida, seja profissional, amorosa, familiar ou outra qualquer, não se escapa à responsabilidade diante da sua escolha. E é você que vai viver a sua vida, na sua pele. Lamentar-se apenas não tornará a sua vida melhor.

Lembre-se que a responsabilidade pela sua vida é basicamente sua, de se comprometer com você mesmo/a. Não acredite em tudo o que você pensa principalmente se percebe uma tendência a ter uma mente mais catastrofizante. Aproveite para começar o ano novo aqui e agora. Hoje. Avalie-se.

E, se estiver difícil de observar sua vida e ver o que é preciso fazer diferente, se você não tem clareza, procure ajuda especializada.  Faça psicoterapia, que pode ajudar você a discernir, se fortalecer e poder enfrentar os desafios para ter uma vida com propósito.

_______________

Thays Babo é  Mestre em Psicologia Clínica pela Puc-Rio, com formação em Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) pelo CPAF-RIO e extensão em Terapia de Aceitação e Compromisso (ACT) pelo IPq (USP).

Atende a jovens e adultos em terapia individual, de casal e pré-matrimonial em Copacabana e on-line

Como manter suas decisões de ano novo
Classificado como:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.