Até a Eternidade (no original, Les petits mouchoirs, ou Os Lencinhos), dirigido por Guillaume Canet,  tem no elenco Marion Cottilard e François Cluzet. Filme belíssimo de 2010, tem uma fantástica sequência inicial, rodada em Paris. Todo o resto do filme é visualmente belíssimo e também tem ótima trilha sonora.

Um grupo de amigos, moradores de Paris, anualmente se reúne para passar férias na casa de praia de Max (interpretado por François Cluzet). Alguns são casados e têm filhos pequenos. Não fica claro como e onde se conheceram:  basta saber que são unidos e as férias são tradição. Max, nesta temporada, está particularmente estressado – e logo no início sabe-se porquê. Ainda por cima, a ‘rotina’ das férias é ameaçada pelo acidente de Ludo, um dos amigos mais animados, às vésperas da viagem. Muito machucado, ele fica hospitalizado, em um CTI, em Paris. Marie (Cotillard), uma das amigas mais próximas de Ludo, hesita se deve ou não viajar mas o grupo a convence a seguir com eles.

Como em vários outros filmes sobre reencontro de amigos adultos, assistimos às crises que as diferenças em uma convivência estreitada muitas vezes trazem. Fatos passados há muito tempo também são revelados – ou questionados – mas nada muito dramático. Há talvez até mais momentos de humor (apesar de acridoce) do que de drama. Os casais estão em crise – há os que se resolvem, outros que não podem ou não querem mais se resolver – e c´est la vie.

O trailer entrega cenas que reduzem o impacto do filme: permita-se surpreender .


_____________

Thays Babo é Mestre em Psicologia Clínica (Puc-Rio), na linha de Família e Casal. Tem formação em TCC pelo CPAF-RIO e extensão em Terapia de Aceitação e Compromisso pelo IPq (USP). Atende jovens e adultos em terapia individual ou de casalno Centro do Rio e em Copacabana. 

Sobre a amizade…
Classificado como:                                                                

3 comentários sobre “Sobre a amizade…

  • 24/07/2012 em 16:24
    Permalink

    Oi, Thays
    Sempre vale a pena seguir suas dicas. Vou conferir.
    bjks
    Mariana

  • 24/07/2012 em 16:24
    Permalink

    Obrigada, pela visita e pelo comentário, Mariana! beijos!

  • 24/07/2012 em 16:24
    Permalink

    O filme é bonito visualmente, de fato: as primeiras cenas revelam as ruas de Paris, ao amanhecer… Lindo, lindo… E os atores? Hummmm… Mas o que chama atenção é a forma como um grupo de amigos se relaciona – e é essa dinâmica que o filme mostra de modo sensível – bem, às vezes beirando a um certo drama. Aqueles parisienses têm estilo e história pra contar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.