Virou o ano, entramos no tão falado e temido 2012 e não falei do filme Um dia, o que é uma injustiça. Mais uma vez fui ao cinema sem ter lido a respeito e nem visto os trailers. Sempre é melhor, pois posso gostar ou não por minha própria conta… 😉 Espero que você já tenha visto o filme, estrelado pela americana Anne Hathaway e o inglês Jim Sturgess. Um dia foi adaptado a partir do bestseller homônimo de David Nicholls, tendo particular significado para quem já passou dos 30 anos. Mais ainda para quem se formou também em 1988, como a dupla de amigos.


Para variar, não houve unanimidade: algumas críticas detonam o filme, dirigido por Lone Scherfig (de Italiano para principiantes e o aclamado Educação). Há quem o compare com Harry e Sally, mas as muitas diferenças me parecem bem mais importantes do que suas semelhanças. A história é simples: Emma e Dexter se conhecem na faculdade. Ela, uma ‘cdf’, ele um playboy. Ela apaixonada por ele, ele nem a notava – até a noite de formatura. Sem terem planejado nada, passam a noite juntos. É ‘o início de uma bela amizade’, que acompanhamos ao longo da projeção, retratando 20 anos da vida deles. Esta relação sempre é celebrada na noite de 15 de julho, noite de São Swithin, gerando inclusive ciúmes nos seus respectivos parceiros.

Um pequeno parêntesis: nunca tinha ouvido falar deste santo mas, numa busca pela internet, descobre-se que a tradição inglesa assegura que as condições meteorológicas deste dia do ano serão as mesmas dos quarenta dias seguintes. Acho que é mais confiável quando chove, conhecendo aquele país. Ah,a propósito, o Santo é o Bispo de Winchester. Ah, o santo tem uma música dedicada a ele (que não está na trilha sonora) e que você pode conferir no Youtube – e já é o suficiente, não?






Voltando ao filme, talvez eu tenha achado que ele foi bastante simpático pois não li o livro. Algumas críticas falam que a Emma de Anne Hatway é bem mais calorosa do que a literária. Eu só posso me basear no filme. Se eu vier a ler o livro volto aqui e teço comentários (como fiz após ler Tarântula, que inspirou Almodóvar a criar A pele que habito). Há também quem critique escalar uma atriz americana para representar uma britânica. Meu ouvido não é tão seletivo assim, rsrsrs. Mas, acho que mesmo quem torcer o nariz para o roteiro , casting ou direção poderá apreciar a trilha sonora. E também a caracterização e figurinos ao longo de quase 30 anos. Cada cabelo… 😉

Em uma das críticas, vi comparações do ator Jim Sturgess com Hugh Grant. Revendo um dos trailers agora, acho que a cena no conversível a caminho de férias se parece bastante com uma das cenas de Bridget Jones I (eu confesso!!! ) – em que Daniel Cleaver (Hugh Grant) dirige um conversível (também branco?), a caminho de um weekend com Miss Jones. Mas Sturgess já tem um percurso anterior, não é novato: trabalhou em A Outra, Across the Universe e Quebrando a Banca, dentre outros.


Gostei, sabe? As diferenças entre Emma e Dexter, a forma com que cada um dos dois cresce em tempos e direções diferentes, a amizade que se perpetua mas que às vezes é impossível manter perto. Não, o filme não é tão ‘felizinho’ quanto Harry e Sally e mostra a perda de pessoas queridas e rumos que nossas vidas tomam em função de decisões e escolhas (sim, eu acredito em escolha, rsrsrs). Dexter é o tipo do personagem que pode nos angustiar ao vermos como escolhe sempre os caminhos mais hardcore, afastando-se de si mesmo, tendo um leque de possibilidades bem maior do que a maioria dos mortais. Isto leva Emma a dizer que o ama mas não gosta mais dele. Paradoxal? Talvez. Enfim, vou deixar o trailer do filme e parar de teorizar. Ao invés de ficar aqui, falando sozinha, desta vez quero ler a opinião de quem viu para poder então debater.

Se você não se incomoda de ver o trailer e perder parte das surpresas, confira! Aguardo seus comentários…





_________________


Thays Babo é Mestre em Psicologia Clínica e atende no Centro do Rio

Aqui e agora
Classificado como:                        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.