Casamento e felicidade – é possível conciliar?

Casamento e felicidade – é possível conciliar?

Como manter um relacionamento saudável e realizador, com tantas demandas nos dias de hoje, resistindo às diversas mudanças pelas quais a sociedade vêm passando? É preciso se comprometer, discutir tabus, expectativas e medos – algo que não é conversado na época de namoro pode virar um problema quando o relacionamento se oficializa. os problemas não se resolvem magicamente. Tabus e crenças românticas podem levar ao fim de um relacionamento, ainda que haja amor. Saiba como mudar para melhor o seu relacionamento.

Relacionamento amoroso – se você gosta, é claro que tem de cuidar.

Relacionamento amoroso – se você gosta, é claro que tem de cuidar.

Se você e seu par acham que vale a pena manter seu relacionamento amoroso, invistam nisto. E, se vocês ainda têm algum tipo de crença romântica que os impede de buscar terapia de casal, revejam seus (pre)conceitos.

Comunicação conjugal não violenta

Comunicação conjugal não violenta

A forma com que um casal se comunica – ou não comunica – é um excelente indicador sobre o sucesso da relação amorosa a médio e longo prazo. As habilidades de comunicação podem – e devem – ser trabalhadas em terapia de casal ou pré-matrimonial

Crenças românticas

Existem crenças românticas sobre relacionamentos amorosos. Uma delas é que os problemas enfrentados por casais que se amam se resolvem espontaneamente, com o passar do tempo. Evidências científicas mostram que, pelo contrário, a terapia de casal – inclusive pré-conjugal – pode contribuir para a felicidade amorosa em um relacionamento de longa duração.

Superando o fim

Superando o fim

O final de um relacionamento amoroso pode ser muito doloroso, sendo mesmo comparável à morte de alguém querido ou a uma doença grave. Saiba que comportamentos contribuem para o prolongamento do luto amoroso.